Itália, dia 3

É possível que nunca tivesse ouvido falar do Lago d’Iseo se o meu amigo Tiago não se tivesse apaixonado pela Federica, italiana oriunda da pequena aldeia de Fonteno, mesmo ali ao pé. Os lagos Como e Garda, maiores e mais conhecidos, açambarcam a fama toda. E, felizmente, os turistas também.

Mas apaixonou-se e, por isso, ouço falar daquele pequeno paraíso escondido no norte de Itália há coisa de quatro anos. E se nem as fotografias fazem justiça à beleza natural do lago nem ao charme da pequena aldeia, as palavras então muito menos.

Finalmente tive uma razão indiscutível para descobrir este cantinho do mundo. O Tiago e a Federica casaram finalmente, e amigos de toda a parte juntaram-se em Fonteno para partilharem a felicidade.

O casamento foi um acontecimento épico na aldeia, os habitantes juntaram-se no adro da Igreja para assistir e felicitar os noivos, e à passagem do carro nupcial vieram para a porta da casa acenar (finalmente percebi o porquê das buzinas nos casamentos). O copo-de-água teve aquela paisagem imponente como pano de fundo, e um desfilar de pratos típicos deliciosos que parecia não ter fim. Foi perfeito.

Fotografias não bastam para descrever o sítio, mas aqui ficam algumas para dar uma vaga ideia. Quanto ao final, todos os que estiveram presentes naquele dia sabem bem como a história acaba. Viveram felizes para sempre.

20110516-025908.jpg

20110516-025921.jpg

20110516-025933.jpg

20110516-025945.jpg

20110516-030005.jpg

20110516-030139.jpg

20110516-030149.jpg

Leave a Reply